18.11.10

Longa Estrada


O que alguém
Vai querer de alguém
Senão saber quem é quem
De onde vem
Sua força de viver
O que quer ser agora
Até crescer
E deixar de ser
O que pediram
Sem saber...

O que eu vou querer saber de você
Se nada sei de mim
E sigo assim
Completando o tempo
Com um falso viver
De querer ser
O que não sou
Só pra ganhar
O que não é meu?

O que você vai querer
Saber de mim
Se não souber de você
Se compreender
Pra não tomar como seu
O que é meu
Sem perceber...?

O que um ser vai querer
Senão crescer com o que é
Com o que guarda
Da sua caminhada
Nessa longa estrada
Do viver.

10 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

...e quem saberá responder a essas indagações do poema que tenta entender o que nos escapa?

Um belo poema que trilha...
Beijos,

Maria José disse...

Vim retribuir sua visita ao Arca e dizer-lhe que adorei seu blog. Quanto ao poema, é lindo, é necessário conhecer-se a si mesmo para prosseguir na escala evolutiva. Beijos e ótima semana.

Alice disse...

E o que vai ser de alguém sem outro alguém na longa estrada?

Obrigada pela visita, gostei dessa estrada!

Beijo

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá, Um sempre a procura do outro e o outro caminhando com alguém... bem assim o viver. Bem vinda a meu espaço, beijos.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Todo crescimento faz parte do viver e temos tanto ainda o que compreender.

Beijo.

Rebeca

-

Você em Pauta disse...

As asas de uma borboleta que por vezes insiste em descer em terreno seco, hj me trouxe há um lugar onde as palavras sao leve e amor se faz em prosa e verso....

Obrigado por sua visita, infelizmente nao passei aqui a carater de visita, mas sim vim para ficar.....

beijos

Vieira Calado disse...

Na longa estrada...

muito se ganha...

muito se perde!

Beijinhosss

Arnoldo Pimentel disse...

Tem selos de presente pra você no meu blog
Ventosnaprimavera.blogspot.com

Beijos

Mariazita disse...

Vim agradecer a tua visita ao meu blog HISTÓRIAS e conhecer o teu espaço.
Tardei um pouco a vir, contra o meu hábito, por causa do lançamento do meu livro, que me ocupou imenso tempo. As coisas estão quase normalizadas, embora não totalmente.

Gostei muito do teu blog; tens aqui poemas muito bonitos.
Este último, cheio de interrogações e dúvidas, a que é difícil responder, é particularmente bonito.

Já me fiz tua seguidora para não te perder o rumo.
Continuarei a visitar-te sempre que possível, e espero que apareças. Hoje há uma história nova. És capaz de gostar...

Uma noite feliz. Beijinhos

Sandra Portugal disse...

Oi! Fiz uma citação do seu blog num desafio que deixei prá vc por lá! Dê uma passadinha prá ver! bj
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//